Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 2, 2011

Nota: Homicídio é maior causa de morte dos jovens no Pará

O Instituto Sangari junto com o Ministério da Justiça, divulgou recentemente o Mapa da Violência 2011, um estudo que mostra Como a violência tem levado à morte os jovens brasileiros nas capitais, Estados e municípios. Segundo a pesquisa a maior causa de mortes de jovens paraenses tem sido os homicídios, e quem lidera essa lista é Marabá com uma média 221,5 casos, sendo que na lista nacional o município ocupa quarto lugar geral. O município de Ananindeua é o segundo com uma média de 199,5 mortes, e com 147,4 homicídios Tailândia é o terceiro com maior numero de casos no Pará. No segundo lugar está os acidentes de trânsito, e Marabá mais uma vez ocupa o topo da lista paraense com média de 71,5 mortes, seguido pelo município de Tucuruí  e Jacundá com 51,3 e 45,1 respectivamente de ocorrências em que os jovens perderam suas vidas no trânsito. Como terceiro maior causador de mortes no Estado, a pesquisa apontou os suicídios e coloca Tucuruí com 13,2 casos, Tailândia com 12,8 e Parauapebas c…

Como um jornal pode se chamar assim??

Edição de Domingo, 25.09, do Jornal Maranhense "O Imparcal".
Foto tirada durante minha viagem à São Luis, linda capital do Maranhão.E se não bastasse o nome do jornal, ainda tem a manchete né.

Oficina sobre Intervenção Penal e Mídia em Belém

O Grupo de Estudos e Pesquisas “DIREITO PENAL E DEMOCRACIA” da UFPA, realiza a oficina "INTERVENÇÃO PENAL E MÍDIA: INTERSEÇÕES POLÍTICO-CRIMINAIS". 
Quem irá ministrar é o Prof. Dr. Marcus Alan Gomes juiz de direito e professor da UFPA. O evento será realizado no Auditório Hailton Correa Nascimento (Altos do ICJ) , no dia 25/10, às 17 horas.  Inscrições gratuitas no dia. Maiores informações pelo email direitopenaledemocracia@gmail.com

Comitê Estadual de Enfrentamento a Violência Sexual promove formação interna

Engana-se quem pensa que as pessoas que trabalham em prol da garantia dos direitos e deveres de meninos e meninas, não precisam aprender mais. Pensando na necessidade de sempre estar vigilante com o conhecimento que o Comitê Estadual de Enfrentamento a Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Pará realizou na manhã desta quinta-feira, 5, na OAB-PA, formação interna para os componentes do grupo com duas palestras.
A primeira delas foi sobre  "As alterações no Código Penal e o Relativas a Crimes Sexuais contra Vulneráveis, e seu reflexo no ECA", ministrada pela Drª Luana Tomaz – Profª da Universidade Federal do Pará, doutoranda pela Universidade de Coimbra e Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da OAB. E a outra  foi sobre "O Atendimento as Vítimas de Violência Sexual" ministrada pela Drª Promotora Leane Fiúza - Coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude.
Além destas palestras, o Comitê também se reuni…

Comissão da Câmara pede auditoria nos presídios do Pará para coibir casos de abuso sexual

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara pediu à Secretaria de Justiça do Pará uma auditoria em todos os presídios do estado para verificar a situação em que os presos se encontram e evitar novos casos de abuso sexual de crianças e adolescentes nas unidades. No dia 5 de outubro, o grupo de parlamentares que visitou as prisões paraenses deverá apresentar um relatório à comissão.Os deputados pretendem, ainda, pedir ao Ministério da Justiça e à Polícia Federal que ajudem no combate às rotas de exploração sexual e de tráfico de armas e drogas.
“São condições absolutamente indignas. Encontramos mais de cem presos em um local onde se criava porcos e búfalos”, denunciou a deputada Érika Kokay (PT-DF). A deputada disse que os presídios do estado enfrentam dois problemas graves: superlotação e exploração sexual.
No início do mês, as autoridades locais receberam a denúncia de uma menina de 14 anos que estava há quatro dias na Colônia Agrícola Heleno Fragoso, no município de Santa Isabel do Pará, …