Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 27, 2011

ONG Rádio Margarida estreia programa de rádio em defesa de crianças e adolescentes

No próximo sábado (2), 9h, estreia o programa Estação Direitos. Uma iniciativa da Organização Não-Governamental Rádio Margarida em parceria com a Rádio Unama FM. O programa debaterá semanalmente temáticas voltadas à defesa dos direitos de crianças e adolescentes. O primeiro programa será sobre violência sexual.
Além de entrevistas em estúdio, radionovelas, spots e músicas produzidas pela Rádio Margarida serão veiculadas. A diretora do programa, Lucina Kellen, conta que o Estação Direitos é uma importante ferramenta de divulgação dos direitos de meninos e meninas de uma forma leve e descontraída. “Queremos usar a linguagem lúdica, já característica da Rádio Margarida, para tratarmos de assuntos mais complicados, para então promovermos a cultura de promoção dos direitos humanos”, conta a diretora.
Um dos objetivos do programa é estimular que mais pessoas denunciem violações ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Segundo a coordenadora executiva do projeto, Elaine Correa, é importa…

Orientações para profissionais de Comunicação sobre Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

A administradora deste blog encontrou dias atrás no site da Childhood Brasil, um texto com orientações para profissionais de Comunicação Social sobre os termos mais adequados ao produzir algum material sobre Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. A preocupação em dar esse suporte técnico aos comunicadores está em proteger e não estigmatizar as vítimas desse tipo de violência, seja produções em áudio, vídeo ou textos. As orientações são super legais porque falam o termo equivocado, dão exemplos dos mais adequados e em seguida explica porque não devemos usar os termos incorretos. A única observação que este blog faz é quanto ao uso do termo "Meninos e Meninas". Segundo essas orientações, ele é classificado como inadequado. E não foi dada nenhuma justificativa para isso. Na nossa avaliação, não ha por que não utilizar. Não entendemos como um termo pejorativo.Mas aí estão as orientações! Usem comunicadores!! E colabore para  o combate à cultura de violência contra Cria…

Especialistas em pediatria dos EUA avaliam os efeitos do Facebook na vida de Crianças e Adolescentes

Na ronda diária que a equipe do ECA na AMazônia realiza, encontramos uma matéria sobre os efeitos do uso da rede social FACEBOOK na rotina de Crianças e Adolescentes. O texto disponibiliza na integra os resultados da pesquisa, além de destacar a importância dos responsáveis em zelar pela integridade moral de meninos e meninas. Leiam!
“Depressão do Facebook”. Especialista alerta jovens sobre o uso da rede social
Para Academia Americana de Pediatria (AAP), o site de relacionamento Facebook pode deixar crianças e adolescentes depressivos. A explicação baseia-se no comportamento dos jovens usuários que, ao depararem-se com publicações de fotos e comentários que registram momentos felizes de outros colegas, apresentam sinais de autoestima baixa. 
“Isso porque o Facebook oferece uma visão distorcida do que realmente está acontecendo. No online não é possível ver as expressões faciais ou ler a linguagem corporal que fornecem o contexto sobre a situação real das pessoas”, explicou Dr. Gwen…

Sou Timbaleira! Mas até quando?

No ultimo dia 26.03 foi quando acabei com o meu jejum da Timbalada. Mas em vez de “encher a barriga”, fiquei com a sensação de que faltou um pouco daquele tempero diferenciado que tanto estava acostumada a provar. Isso porque vi uma banda Timbalada de cara nova (pelo menos pra mim) que não me agradou.

Assisti ao show deles pela ultima vez em novembro de 2008, onde a banda circulou com o trio elétrico no Parque de Exposições do Entroncamento em Belém (PA). E ainda naquele momento ví que a banda estava escolhendo um caminho bem diferente daquele traçado desde o inicio da década de 90 do século XX.

Escrevendo assim parece que faz mais tempo do que realmente é. Como estou velha! :P Mas a felicidade que senti ao conhecer essa banda em 1994 é inesquecível!

Formada por incontáveis integrantes de corpo pintado, onde a liderança era a voz do canto negro baiano embalada pelo ritmo de um timbal gigante, uma mulher de colo despido(Patricia), um rapaz franzino e carismático(Xexéu) e um homem grande e…

UFPA lança livro sobre questão étnico-racial na escola

A Universidade Federal do Pará destaca a publicação "Visibilidades e desafios: estratégias pedagógicas para abordagem da questão étnico-racial na escola" com diversos artigos organizados pelas professoras Wilma de Nazaré Baía Coelho e Nicelma Josenila Brito Soares.O lançamento será realizado no próximo dia 30.03, às 18h, no Auditório do CAPACIT/UFPA (entrada pelo portão que dá acesso ao Ginásio de Esportes da UFPA).Entrada franca!__._,_.___